domingo, abril 15, 2007

Quinta do Crasto Reserva Vinhas Velhas 2004


No nariz há a apontar de negativo um forte odor alcoólico, que esmaga tudo à volta. È preciso esperar antes que os restantes aromas venham à tonam. De resto é bem agradável a suave compota e canela que nele se notam. Na boca, este tinto é potente, com bons taninos, com compota, fruta vermelha discreta, madeira. Belíssimo. Será bom bebê-lo daqui por um par de anos.
JB

Região: Douro
Produtor: Sociedade Agrícola da Quinta do Crasto
Teor alcoólico: 14,5%
Nota JB: 8/10
Nota PR: 8/10

3 comentários:

Pedro Rafael Barata (Blog Os VINHOS) disse...

É um GRANDE vinho!

Para mim, um dos "escolhidos" no presente.

Joel disse...

Apesar de muito jovem ainda, foi o melhor português que já provei. Muito complexo! Vale cada centavo!

P.Rosendo disse...

Joel, obrigado pela visita.
Para mim também vale cada centavo.
Veremos se consigo conter-me para não beber já as garrafas todas que comprei.